Vinicius Matos

janeiro 4, 2009

A cura

Esse foi o melhor Reveillon da minha vida! Saímos de BH na terça feira e voltamos hoje! Fomos a praia do Leblon, estouramos nosso Champagne (Eu, Ana, Juju, mamãe, papai, Ritinha amiga da família e Natália minha irmã) e fomos embora para casa.  No entanto o mais importante foi o que aconteceu no Rio de Janeiro nesses 5 dias.

Para o ano de 2009 eu já tracei algumas metas. A mais importante delas é valorizar a minha família, sobretudo meus pais. Andei meio distante sim, levado pela correria do dia-a-dia dos 3 negócios que coordeno e também pelo desleixo. Bom, tá decidido e a página virou antes mesmo das doze badaladas do dia 31!

Foi muito legal passar o reveillon com eles e principalmente curtir um tempo inédito com meu pai, um cara que eu tive problemas de relacionamento desde que me conheço por gente. Não estou aqui para falar da conduta dele nestes anos que passaram. Tenho que saber onde errei e gerar minha mudança interna. Não posso mais repetir esse padrão de comportamento! Devo fazer o que minha grande amiga IVONE sempre diz, buscar a cura. Estou na trilha dessa palavrinha mágica. Quero aproveitar o máximo dele pois não sei por quanto tempo eu o terei ou vice-versa, não é verdade? A Júlia serviu para catalisar esse processo, a Ana sempre me incentivou e agora a fotografia veio como ferramenta para que isso se tornasse realidade.

Meu pai assim como eu ama fotografia. Eu tive a sorte de descobrí-la ainda cedo e hoje sou fotógrafo profissional com muito orgulho. Ele é um fotógrafo amador, um ser muito esforçado que conquistou tudo que tem com muita garra. É um exemplo de vida para mim e é responsável por tudo isso além de dar emprego a mais de 700 famílias. Eu me orgulho disso, é bom que ele saiba!

Depois do nascimento da Júlia aprendi algumas coisas importantes, o quanto o amor de um pai pelo filho é grande! Aprendi também que vou errar querendo o melhor para ela e que somos capazes de admirá-los (filhos) mesmo que na surdina. Aprendi que não há maior amor no mundo. Aprendi que tenho que mudar rápido pois o tempo está passando.

Aprendi muito com os casais que fotografo também, que isso fique registrado! Hoje acredito no amor que por um bom tempo questionei! Isso é muito bom.

Voltando a viagem, eu e ele fotografamos todos 3 dias. Dessa vez a fotografia para mim foi um ritual de união mesmo que ainda no seu primeiro estágio. Sei que isso é um processo e da próxima vez que sairmos vai ser ainda melhor. A fotografia que por alguns momentos foi motivo de discórdia entre nós hoje é o nosso ponto em comum.

Queria que ele lesse isso pois eu não consigo falar tudo isso pessoalmente ainda. Existe sim um bloqueio que vai ser quebrado com o tempo e com muitas saídas fotográficas. Se alguém que me lê aqui tiver o email dele, por favor mande o link desse post. Ficarei eternamente grato. Preciso que ele saiba de tudo isso, preciso saber se ele sentiu o mesmo. Preciso me aproximar mais dele e mostrar o quanto eu o amo.

Abaixo, as imagens que marcaram esse reencontro e essa nova etapa da minha vida. Obrigado a todos leitores pelo aluguel. Hoje é um dos dias mais felizes da minha vida!

PS: Algumas imagens foram feitas em INFRAVERMELHO. Gostei demais da fotografia infra! Tô estudando!

_mg_1906

_mg_1922

_mg_1936


_mg_1948

_mg_19851

_mg_1999

_mg_2002

_mg_2057

_mg_2058

_mg_2059

_mg_2075

_mg_2087

_mg_2100

_mg_2222

_mg_2226

Esse é meu pai com a Juju e a Ana!

_mg_2267


_mg_23001

dsir0075-2

dsir0135

dsir0140

dsir0164

dsir0168

dsir0172

dsir0181-2

dsir0205

dsir0225-2

dsir0232-2

dsir0235-2

Anúncios

19 Comentários »

  1. as fotos ficaram lindas Vinicius e me emocionei com as suas palavras. De verdade. Como a gente passa a entender melhor os nossos pais depois q temos filhos ne? Como a gente muda…muito bonito tudo o q vc escreveu. Espero q ele leia e tenho certeza, vai adorar tb. Que bom que a fotografia hoje une vcs. O mesmo acontece comigo e com o meu pai.

    Feliz 2009 pra vc! E precisando de um ombro amigo…ja sabe onde me achar!

    P.S. Como carioca q sou, posso dizer q vc conseguiu lindas imagens da cidade maravilhosa tb! Bjs, Erika 😉

    by the way, vc tirou essas fotos com o seu mais novo baby…a Canon 5D mark II?

    Comentário por erika verginelli photography — janeiro 4, 2009 @ 11:47 pm | Responder

    • Oi Erika, algumas fotos eu fiz com a Mark II mas a maioria das fotos postadas são infrared feitas com a Fuji S1.

      Bjocas!

      Comentário por lafoto — janeiro 5, 2009 @ 12:05 am | Responder

  2. Vinicius,
    Tive oportunidade de sair para fotografar com o seu pai, em Congonhas, junto com Walter Firmo, num dos cursos da Escola de Imagem. Foi uma grata surpresa saber que aquela cara boa praça era seu pai. Fiquei observando ele por bastante tempo e pensando no quanto de coisa boa ele teria prá te mostrar nesta vida. Aliás, acho que cheguei até a comentar isso com ele. É que te acho muito cerebral (isso não é uma crítica, tá?) e vi muita sensibilidade nele. Ainda bem que vc está descobrindo isso e que a fotografia vai trazer mais esta conquista para sua vida. Adorei a foto dele com a Ana e a Júlia. Merece um porta retrato. Grande 2009 para toda sua família. abs

    Comentário por Myriam Vilas Boas — janeiro 4, 2009 @ 11:58 pm | Responder

    • Sim, sou muito lógico assim como ele. Mas a gente vai aprendendo com a vida. Bjs Myriam!!!

      Comentário por lafoto — janeiro 5, 2009 @ 12:03 am | Responder

  3. Olá Vinícius,
    òtimo Ano Novo prá vc e os seus…
    Que beleza de mensagem vc deixou prá todos nós ,pais , filhos , fotógrafos ou não…que belo reconhecimento e que grande presente para seu pai…isso é raro e deve ser louvado..te admirava muito pelo seu trabalho seu conhecimento e experiência e mais agora depois dessa demonstração de afeto que só quem tem uma sensibilidade desse tamanho pode fazê-lo.Sua capacidade de captar os momentos únicos da forma que vc faz , tão grandiosamente e ao mesmo tempo humildemente se doando a cada aprendizado faz de vc uma pessoa muito especial.PS: Maravilhosas fotos da linda cidade.
    Parabéns.
    “Capitão Nascimento”

    Comentário por caio rocha — janeiro 5, 2009 @ 12:02 am | Responder

  4. Nossa! Me fez chorar! E talvez repensar o meu relacionamento (ou falta de) com meu pai. E o mais incrível é que mantive um blog por algum tempo e maioria dos posts era sobre ele e sempre pensava: alguém podia mandar o link pra ele, né? Mas nunca tive coragem de pedir! E achei demais vc pedir para alguém mandar o link pra ele! Se eu tivesse o email dele, o faria! Mas acredito que ele já deva ser um leitor anônimo do seu blog! Como vc mesmo disse:”e que somos capazes de admirá-los (filhos) mesmo que na surdina”

    E parabéns pelas fotos! Estão lindas!
    Um beijo

    Comentário por Fernanda Petelinkar — janeiro 5, 2009 @ 2:19 am | Responder

  5. É Vinicius, tb estou emocionada!!!! Pra falar a verdade em lagrimas, mas vc já sabe o porque, além de ser uma chorona assumida mesmo. Curte o seu pai a cada dia, não só o seu pai, mas todas as pessoas que vc ama, a gente precisa ter esse cuidado. Suas Palavras são lindas e de muito amor!!!! Parabéns e um 2009 lindo pra vc, seu pai e toda a sua família!!!!

    Comentário por Lú Guimarães — janeiro 5, 2009 @ 11:56 am | Responder

  6. Vini, as suas palavras me fizeram chorar (novidade!!!), mas o ponto é que eu gosto demais de você e da sua família (Ana e Júlia) e agora, ainda mais pela sua declaração ao seu pai! Ele é, com certeza, a sua base e a Juju, o seu elo com a vida e com as milhares de coisas que você ainda vai aprender com essa pequena figura!
    Ainda to em processo, mas você e essa empresa que eu amo e onde eu trabalho me ajudaram muito no ano de 2008 a superar um monte de obstáculos e, tenho certeza, ainda vai me trazer muito crescimento… assim como espero trazer pra La Foto e pra todas as pessoas que estão aqui envolvidas, profissional e emocionalmente!
    Que o ano de 2009 nos traga maravilhas, em todos os aspectos!
    Beijo grande!

    Comentário por Daniela Lorenzoni — janeiro 5, 2009 @ 12:08 pm | Responder

  7. Vinícius
    Acho que nem é preciso fazer mais elogios a suas fotos, pois acabei virando um fã de carteirinha delas, gosto de todas, pois admiro seu jeito diferente de ver o que está fotografando. Adorei este post em especial porque você comenta sua relação com seu pai. Eu não tenho muitos conflitos com o meu, mas vendo seu post percebi que mesmo os pequenos conflitos devem ser resolvidos. Às vezes adiamos muito porque simplesmente não temos a coragem de demonstrar nossos sentimentos. Com esse post você mostra isso a todos que tem algum conflito não resolvido com uma pessoa que ama. Obrigado pela colaboração.

    Comentário por Adriano — janeiro 5, 2009 @ 1:10 pm | Responder

  8. ow.. já mandei o link…. agora só falta ele voltar das férias pra ler…. e aprovar a plotagem do caminhão Loel pra mim. Mas como isso ainda vai demorar alguns dias .. acho que você deveria pedir ele pra acessar ou mandar você mesmo o e-mail. Acredito que já quebra parte de alguma barreira, se é que ela existe.

    abraço!

    Comentário por Suerlen KatrinK — janeiro 5, 2009 @ 4:06 pm | Responder

  9. Vinícius, o amor é tudo!
    Amor e gratidão são sentimentos nobres que são capazes de transformar o mundo. Aquela “barreira” já é passado; o seu amor transbordou e reconstruiu a ponte entre vcs…
    Admiro sua sensibilidade e acima de tudo, sua coragem e humildade. Tudo isso se refletirá na felicidade dos que vc mais ama.
    Seu exemplo nos faz refletir em busca de semos pessoas melhores.
    Parabéns!!

    Comentário por Marina Ushiro — janeiro 5, 2009 @ 5:52 pm | Responder

  10. Vi, e delicioso ler mensagens que transbordam amor. Isso contagia a todos que as leem. Quando li, a garganta deu um no. Pode ter certeza que qualquer diferenca que poderia ainda existir, sera desfeita no momento em que ele ler a primeira frase. Pq hoje nos, como pais, entendemos que so um olhar pode mudar vidas, abrir portas e resolver todos os problemas do mundo. Um olhar de amor sincero supera qualquer dificuldade. Suas palavras servirao de balsamo para o seu coracao, o dele e o de muitos coracoes que ainda hao de ler a sua mensagem. Muito obrigada por dividir conosco esse sentimento tao sublime. Um beijo carinhoso meu e de Chloe em vc e na sua familia linda.

    Comentário por vanessakohler — janeiro 5, 2009 @ 8:19 pm | Responder

  11. “Indirinho”, já havia notado como vc mudou, até comentei sua mãe,lá no Rio.
    Fiquei muito, muito emocionada mesmo, ao ler seu depoimento. Como é bom ver as pessoas que amamos transbordando vida!!!
    Como é bom ver vc se reencontrando com seu pai. Pena já terem enviado para ele, seria um imenso prazer fazê-lo.
    Para mim, este também foi um dos melhores Reveillon´s. Mais uma vez pude perceber que menos é mais quando estamos realmente buscando a essência das coisas. Já estou com saudades!!!!
    Bjos para você,Aninha e Juju.

    Ah!! Falando em cura, me lembrei de uma das melhores letras do Lenine “Paciência”,

    Enquanto todo mundo espera a cura do mal
    E a loucura finge que isso tudo é normal
    Eu finjo ter paciência
    O mundo vai girando cada vez mais veloz
    A gente espera do mundo e o mundo espera de nós

    Um pouco mais de paciência
    Será que é o tempo que lhe falta pra perceber
    Será que temos esse tempo pra perder
    E quem quer saber
    A vida é tão rara (Tão rara)

    Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
    Mesmo quando o corpo pede um pouco mais de alma
    Eu sei, a vida não para (a vida não para não)

    Comentário por Ritinha — janeiro 5, 2009 @ 10:33 pm | Responder

  12. Show de imagens!
    Feliz 2009 para vc e toda sua familia.

    abs
    Ribas

    Comentário por henriqueribas — janeiro 6, 2009 @ 6:42 pm | Responder

  13. Muito bom e sincero uma pessoa se abrir assim, não tem nada a esconder e conquista senhoria em a preservar os valores familiares em sua essência, estas são encontrados dentro do coração e mais em nenhum outro lugar, esses se ferem, mas jamais são perdidos. Amor de pai, amor de filho… E vem chegando a primavera, Nosso nosso futuro recomeça, sua abertura me lembrou destas frases do poeta Renato Russo(Perfeição). Para quem quiser ver o final da letra eu coloquei aí embaixo.

    Venha meu coração está com pressa
    Quando a esperança está dispersa
    Só a verdade me liberta
    Chega de maldade e ilusão

    Venha, o amor tem sempre a porta aberta
    E vem chegando a primavera
    Nosso futuro recomeça:
    Venha, que o que vem é perfeição

    Comentário por Rodrigo — janeiro 8, 2009 @ 5:30 pm | Responder

  14. Tô voltando com um pouco de atraso pois estas fotos eu não poderia deixar de comentar, ficou muito bacana. Diria até emocionante… Parabéns!

    Abs,

    Comentário por raphafraga — janeiro 9, 2009 @ 1:57 am | Responder

  15. Vinícius

    Li emocionado, ainda no Rio, na casa do Paulo, o que você escreveu em seu blog, no dia 4/1/2009, com o título ” A cura”.

    Durante a primeira leitura, confesso que lágrimas escorreram pelo meu rosto e o mesmo ocorreu ontem, durante a re-leitura, já aqui em BH, e também hoje, durante mais esta vez, quando lhe respondo, através destas “mal traçadas linhas”.

    Fiquei feliz em saber que a Júlia tem catalizado o processo de aproximação comigo.

    Se você se orgulha de algo em mim, como disse, muito me orgulho, na sudina, da sua capacidade, de seu dinamismo e de seu empreendedorismo.

    Tenho gostado muito de nossas saídas fotográficas. Estou aprendendo muito e como você me aconselhou, tenho de praticar e praticar, já que tenho lido bastante. Nestas férias fiz uma verdadeira imersão total em fotografia. Durante a leitura de um capítulo do livro do John H., até me relembrei do cheiro de ácido acético de meu humilde laboratório de preto e branco, no porão da casa velha da Rua Lunard 320. Já se passaram mais de 40 anos!

    Se você me ama, como filho, como disse, quero lhe dizer que também lhe amo muito, como pai. Você mesmo afirmou que depois de se tornar pai, compreendeu o quanto o amor de um pai pelo filho é grande!

    Que Deus lhe abençoe e ilumine sua vida!

    Seu pai.

    João Flávio

    Comentário por João Flávio de Matos — janeiro 21, 2009 @ 2:26 am | Responder

  16. […] — Vinicius Matos @ 2:57 am Tags: a cura Para quem leu meu post do dia 04 de Janeiro,  A CURA, segue a resposta que acabou de ser escrita por um dos protagonistas da história, meu pai e que […]

    Pingback por A cura parte II « Vinicius Matos — janeiro 21, 2009 @ 2:57 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: