Vinicius Matos

março 19, 2009

Caminho das Índias

…para mim e para o casal de alunos!

Como fico feliz em receber alguns emails. Esse veio de um casal de Fotógrafos de Goiás. Paulo e Cida durante os dois workshops que fizeram comigo sentaram sempre na primeira carteira, anotaram tudo e não piscavam para não perder nada. No segundo workshop, de Marketing e Vendas, voltados ao mercado da fotografia de casamento, eles por alguns instantes pareciam um quanto tanto desconfiados do que eu falava. Principalmente quando falei de preços e descontos. O que acontece é que a maioria das pessoas que moram em cidades menores que os grandes centros como São Paulo e Rio, acham que não podem cobrar mais por um trabalho diferenciado. Qualquer um pode ter seu trabalho valorizado, mesmo que more em uma cidade de 10 mil habitantes. Basta ser raro, ou seja, fazer algo que seus concorrentes não fazem. Isso é lei de mercado que já existia desde a época de trocas nos primórdios do comércio. Porque as especiarias indianas eram tão valorizadas? Porque eram encontradas apenas na Índia e pouca gente sabia ir até lá. Elas eram raras. Quanto melhor e mais raro o fotógrafo é mais requisitado ele é e mais ele pode cobrar pelo seu bom trabalho. A matemática é simples. Tornar-se raro é um trabalho árduo mas não impossível. O casal acreditou e mudou todo seu negócio. Acompanhem esse depoimento que me deixou muito feliz! Eu apenas o ajudei na busca do caminho das índias!

“Olá Vinicius, eu sou o Paulo César que estive ai no workshop em dezembro e em janeiro, o casal (Paulo e Cida) de Goiás.  Rapaz, depois deste workshop  eu consegui abrir a cabeça esquecer da concorrência e aumentar muuuuuito os preços praticados. Foi  incrível os valores aplicados hoje com as técnicas de vendas ensinadas por você , valeu cada centavo aplicado nesta viagem a BH, valeu muito! Que vc sempre continue com este seu sucesso.”

Paulo e Cida

Anúncios

março 17, 2009

Workshop em Londrina

Filed under: Cursos e Workshops — Vinicius Matos @ 12:23 am

Amigos, resolvemos junto com as organizadoras do meu workshop em Floripa mudar nossos planos. Ao invés de ir para a bela Ilha nos dias 11 e 12 de maio, estarei em Londrina no estado do Paraná. Abaixo seguem todas os contatos para aqueles que já queiram garantir sua vaga. Assim que tivermos a nova data para Floripa eu postarei no Blog, aguardem!

Local: Londrina – PR Data: 11 e 12 de maio
Horário das 14:00 as 22:00 com intervalo das 18:00 as 19:30
Local: Hotel Thomasi, av. Tiradentes 1155 – Londrina PR.
Inscrições: cursos@duoarte.com
Informações www.duoarte.com e 48-0 9935 1533

Investimento: 600,00 à vista

ou 2 x de 310,00
ou 3 x 230,00


março 12, 2009

Alô cidade maravilhosa, estarei de volta!

folder_01

março 10, 2009

Workshop Floripa em Maio

Alô galera do sul do Brasil, agora é oficial! Estarei na linda cidade de Floripa para um workshop de dois dias nos dias 11 e 12 de maio no MUSEU DA IMAGEM E DO SOM. Maiores informações como investimentos, ementa do workshop e efetivação de matrículas favor entrar em contato com os organizadores do Workshop:

Lucila Horn

www.duoarte.com
lucilahorn@duoarte.com
(48)99351533

fevereiro 21, 2009

Próximo destino: Salvador

Filed under: Cursos e Workshops — Vinicius Matos @ 5:01 pm

Último post de Vegas. Foi tudo muito bom, especialmente o que aprendi e os amigos que fiz. Especialmente os amigos do México e outros países de língua espanhola que já conhecia do Foro de Fotografos e em Vegas tive a oportunidade de conhecer ao vivo.

Um alo especial ao Rodolfo Harpia, el jefe de Foro, aos meus amigos Mexicanos “Los Wedrockers” (Fer Juaristi, Rafael Ibanes y David Josue), Daniel Aguilar também, Maria Teresa, Gloria Mesa, Rene Miranda e Daniel Ruyperez! A galera mais animada de Vegas!

Agora é voltar para o Brasil. Próxima parada (depois de  longa escala em LA e Miami) SALVADOR? O que um homem casado faria em Salvador? Encontraria seus dois amores! Agora sim, estou de férias!

fevereiro 20, 2009

Vegas: dia 4

Um dia e tanto que fechou com chave de ouro as apresentações. As 8 horas uma palestra show de bola com Jerry Ghionis. Um excelente fotógrafo e diretor. A sua maior habilidade está em se comunicar com as pessoas. Ele fotografou ao vivo e dirigiu 5 casais que foram pegos aleatoreamente na platéia. Impressionante como o cara faz o que quer com as pessoas conseguindo uma naturalidade de impressionar.

Ainda continuo achando que a força das imagens de Marcus Bell não tem preço. Elas são 100% verdadeiras. No entanto, Jerry Ghionis faz como um bom diretor de cinema, consegue com que as pessoas atuem, e isso é muito legal. Não vale a pena entrar no mérito se gosto ou não de dirigir. Eu dirijo sim mas ao mesmo tempo gosto de sair de cena e virar um ladrão de imagens as vezes. A direção no meu trabalho é bem vinda desde que seja usada apenas para catalisar os sentimentos, não para forjá-los. Cada um trabalha de um jeito. O difícil é respeitar a forma de trabalhar de cada um.

A tarde, fui ouvir o fotógrafo americano David Beckstead. Ele é um destination photographer, o que significa que ele só fotografa fora de sua cidade. Toda vez que alguns alunos me dizem que não podem cobrar mais pois vivem em uma cidade pequena eu logo digo a eles para tentarem trabalhar em outras cidades que tenham maior poder de compra. David Beckstead vive em uma cidade de 14 mil habitantes e no entanto há 15 anos fotografa casamento em vários países do mundo. Ele e a esposa já fotografaram casamentos em 65 países diferentes. Tenho como meta também viajar muito fotografando casamentos. Não almejo apenas os destination weddings como ele mas já fechei em 2009 alguns casamentos fora de BH e inclusive fora do país. É muito legal isso. Perguntaram a ele porque as pessoas pagam mais para tê-lo ao invés de contratar fotógrafos locais e ele disse simplesmente que ele fez algo melhor que os outros, por isso! Isso é um ânimo para aqueles que acham que em suas cidades as pessoas não têm como pagá-los. Tudo depende do quanto cada um investe em si e se torna bom!

A noite eu resolvi fotografar um pouco as luzes de Vegas. Estava cansado mas consegui algumas imagens. Assisti a um belo show da fonte do Hotel Bellagio. Depois fui dormir para recuperar as energias. No próximo dia eu como um bom brasileiro sairia às compras!

Fotógrafo punk eu nunca tinha visto

Fotógrafo punk eu nunca tinha visto

Era difícil escolher as palestras!

Era difícil escolher as palestras!

Homem aranha também fotografa

Homem aranha também fotografa

fevereiro 18, 2009

Vegas: dia 3

O que marcou meu terceiro dia em Las Vegas foi a palestra de Yervant! Russo ou Armeno, não tenho certeza. Sotaque forte, paixão por fotografia. 2000 pessoas lotaram um mega auditório. Foram 2 horas e meia que voaram. O mais interessante é que em seu estúdio, na Austrália, há 3 fotógrafos e ele cobra o mesmo tanto por qualquer um deles. Veja bem, mesmo se for ele quem vai ser o fotógrafo ele cobra o mesmo. Achei interessante e preciso refletir sobre isso. Hoje cobro o mesmo tanto também e estava prestes a mudar essa história aumentando os valores dos casamentos que eu clico. Agora estou confuso, não sei sinceramente o que devo fazer. Outra coisa interessante que ele disse é que seus dois fotógrafos principais ganham um valor bacana por evento e ainda uma comissão por cada venda. Temos aí mais informação para processar.

Depois de 3 dias de palestras cito aqui de forma bem simplista. Há algumas características em comum a maioria desses fotógrafos bem sucedidos nas imagens e no negócio:

– Força de vontade extraterrena. Para eles não há nada impossível.

– Eles não param nunca. Estão 24 horas pensando em como ser melhores e como aumentar seus negócios.

– Nunca param de reinventar sua fotografia. Estão sempre correndo atrás de novas idéias

– Eles amam fotografia. Segundo eles esse é o segredo número 1 para o sucesso.

– Adoram ensinar

– Gostam de pessoas

– Fazem os clientes rirem o tempo todo

– Têm objetivos claros

– São humildes e acessíveis

– Utilizam o Twitter, facebook e Blog. Ainda não tenho um facebook mas farei um rápido.

Só para lembrar que eles cobram em média 20 mil dólares por casamento. E a gente vê vários fotógrafos que cobram 10 vezes menos e são 10 vezes mais inacessíveis. É para refletir.

Depois da palestra do Yervant fui assistir a Tamara Lackey, especialista em Fotografia Infantil. Não gostei pois eu a achei muito confusa. Tão confusa quando seu slide sobre fluxo de trabalho. Foi a minha única frustração até o momento. Isso não quer dizer que não aprecie seu trabalho de fotografia de crianças e família. É muito lindo.

Vegas: Dia 2

Filed under: Cursos e Workshops — Vinicius Matos @ 6:39 pm
Tags: , , , , , ,

Vegas é a cidade do entretenimento. Minha ficha só caiu quando encontrei um senhor no elevador do Hotel/Casino e ele me perguntou, você não está apostando? Eu disse que não e que estava em um seminário. Ele sentiu pena de mim e disse:

– Estou há 23 horas apostando!

Não quero entrar no mérito do JOGO mas eu fiquei assustado! Há um ditado que diz “What happens in Vegas, stay in Vegas”. O que se faz em Vegas, fica em Vegas. Eu penso o contrário. O que está acontecendo aqui em Vegas tem que ser levado para o Brasil. Ano que vem precisamos de mais brasileiros aqui se inspirando!

Assisti a melhor e mais inspiradora palestra da minha vida ministrada por um dos papas na minha opinião: Marcus Bell. Quem não conhece seu trabalho ainda por favor, corra e veja. Ele conseguiu fazer 1800 pessoas se emocionarem. Muitas choraram! Ele trabalha com emoção e sentimento o tempo inteiro. Falou do seu negócio na Austrália (mais um australiano dominando), falou sobre seu estúdio, falou de quando perdeu tudo e falou sobre fotografar com amor. Ele era bancário e em 99 decidiu lagar tudo para seguir sua paixão: a fotografia.

Gloria Mesa, Marcus Bell e eu!

Gloria Mesa, Marcus Bell e eu!

Na feira uma coisa que chamou minha atenção foi o novo lançamento da Pocket Wizard que chega as lojas em breve. Vou esperar para comprar. Trata-se de um radio flash que funciona TTL. WOW! Em breve nas lojas segundo eles. Quero o meu!

Conheci também o Mr. Fong, Gary Fong. Falei a ele que sou um dos seus maiores vendedores no Brasil. Ele está projetando um novo difusor que é maleável e dobra todo. Muito bacana. Ele disse que em um mês começa a vendê-lo. Eu pedi para tirar uma foto e ele não gostou! Bom, tirei a foto dele com o difusor na mão. Esse é preto pois é um protótipo mas será translúcido senão a difusão não existe.

Bom, isso foi o que chamou minha atenção nesse dia. Aguardem mais novidades.

fevereiro 16, 2009

Notícias da WPPI: Dia 1

Após 22 horas de uma viagem cansativa, cheguei ontem a Las Vegas, cansadaço mas louco para ver o que estava rolando. Não entendo a tal crise americana. A cidade está lotada e as pessoas apostam insanamente. Para se ter uma idéia gastei 40 minutos na fila da locadora de veículos no aeroporto e mais hora na fila do check in do hotel. Parecia que estava em alguma agência de correio ou banco no Brasil. É sério. Vi alguns americanos mesmo dizendo:

– Where is the recession? (Cadê a recessão).

Ainda não a vi, confesso. O evento da WPPI é o maior de todos os tempos segundo eles. Minha única tristeza é que não vi, pelo menos ainda nenhum fotógrafo do Brasil. É muita informação valiosa. Sei que não é um investimento baixo mas tem muito fotógrafo no país que pode pagar. Basta colocar como meta, prioridade!

Ontem fui entrando para a cerimônia de abertura e encontrei um dos meus ídolos, o fotógrafo australiano Yervant! Tietagem a parte, o cara é muuuuito bom. Tive que tirar uma foto com ele né?

No grande salão, quase 4000 fotógrafos assistiram 4 dos to 10 mais na fotografia de casamento no mundo, fotografando um casamento (simulado) de um casal de noivos onde o Noivo é JIM GARNER, mais um super fotógrafo de casamento. Fui um momento muito especial pois pude ver como esses grandes nomes são simples e acessíveis. Conversam com todos, respondem perguntas e erram como todos nós. As imagens que eles faziam eram transmitidas ao vivo para o telão e eles antes de começar a fotografar fazem testes como nós mortais.  Estava lá, Dennies Reggie, Joe Buissink, Yervant, Bambi Cantrel e o próprio Jim Garner como noivo.

Indo para o MGM Hotel e Casino

Indo para o MGM Hotel e Casino

Tietagem. Yervant! Não parece o Zezé Perrella?

Tietagem. Yervant! Não parece o Zezé Perrella?

Joe Buissink fotografando a cerimôni!  NINJA é seu apelido!

Joe Buissink fotografando a cerimôni! NINJA é seu apelido!

Jim Garner and Catherine Garner

Jim Garner and Catherine Garner

Na hora da valsa não aguentei e fui lá tbm fotografar

Na hora da valsa não aguentei e fui lá tbm fotografar

4000 fotógrafos de casamento do mundo todo

4000 fotógrafos de casamento do mundo todo

Teve pose para a foto!

Teve pose para a foto!

Aguardem o dia 2, hoje! Muita coisa bacana já está rolando!

fevereiro 15, 2009

Valeu Rio de Janeiro

Filed under: Cursos e Workshops — Vinicius Matos @ 3:56 pm

Ontem ministrei meu primeiro Workshop no Rio de Janeiro. Fui muito bem acolhido pela excelente escola Atelie da Imagem, localizada na URCA e por seus 30 alunos que pelo pouco que tive de feedback gostaram do curso. Como várias pessoas ficaram de fora estarei de volta nos dias 30 e 31 de março com um workshop de dois dias onde falaremos do passo a passo da fotografia de casamento, marketing, vendas, atendimento ao cliente, álbuns, edição, planejamento do evento, back up, contratos além de aspectos técnicos da cerimônia, recepção e making da noiva e do noivo. Além disso falarei da sessão de fotos dos noivos com dicas de iluminação e poses. Quem tiver interesse favor entrar em contato com o Atelier que já está reservando as vagas.

Obrigado de coração a toda turma e contem comigo sempre!

img_8719

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.